Galeano, O livro dos Abraços.

Galeano, O livro dos Abraços.

É preciso ter uma sensibilidade para as pequenas coisas da vida para poder apreciar de verdade este livro. Galeano vê os pequenos detalhes da vida de forma bela, e as situações cotidianas de forma surpreendente. Um livro com pequenas crônicas e contos, uma obra que deixa transparecer, com delicadeza, os sonhos de uma América Latina marcada por anos de ditadura. Uma leitura linda e poética.

”Quando é verdadeira, quando nasce da necessidade de dizer, a voz humana não encontra quem a detenha. Se lhe negam a boca, ela fala pelas mãos, ou pelos olhos, ou pelos poros, ou por onde for. Porque todos, todos, temos algo a dizer aos outros, alguma coisa, alguma palavra que merece ser celebrada ou perdoada pelos demais.”

Eduardo Galeano , Celebração da voz humana/2- P.23

“Certa manhã ganhamos de presente um coelhinho das Índias. Chegou em casa numa gaiola. Ao meio-dia, abri a porta da gaiola. Voltei para casa ao anoitecer e o encontrei tal e qual o havia deixado: gaiola adentro, grudado nas barras, tremendo por causa do susto da liberdade”

O Medo – p. 111.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s